Postagens Etiquetadas ‘Luxury Market’

Ralph Lauren: a filantropia como parte de seus valores

ralph lauren filantropia

Por Ricardo Ojeda Marins

Artigo publicado no Blog do Milton Jung (Rádio CBN)

O estilista americano Ralph Lauren participou fortemente por mais um ano ajudando na batalha contra o câncer. Durante este último Outubro Rosa, a fachada de algumas de suas lojas, como a loja-conceito da Quinta Avenida e a do Soho, ambas em Nova York, foram decoradas e iluminadas com a cor rosa, podendo assim atrair ainda mais consumidores para a causa. Foi além, com presença marcantes em redes sociais como Instagram e Facebook, onde a modelo Sanne Vloet vestia peças de sua coleção Pink Pony, criações exclusivas com 25% das vendas, nos Estados Unidos, destinados à Pink Pony Foundation, entidade criada por ele, que cuida de mulheres que sofrem de câncer de mama.

ralph lauren outubro rosa

O engajamento de Ralph Lauren, vale lembrar, não resume ao Outubro Rosa. Há mais de 20 anos, Lauren participa ativamente em projetos de filantropia. O estilista mantém em plena Madison Avenue, um dos endereços mais cobiçados de Manhattan, o The Ralph Lauren Center for Cancer Care and Prevention, que desde 2005 tem parceria com o Memorial Sloan Kettering Cancer Center. O centro oferece exames, diagnósticos, tratamento para câncer e psicoterapia, hematologia, cirurgia da mama e serviços de gastroenterologia.

ralph lauren brasil

Além desse comprometimento de Lauren com um trabalho contínuo e sério, o visionário designer americano cria campanhas sazonais como em 2010 quando, com a terrível tragédia ocorrida no Haiti, fabricou uma camisa polo com a bandeira do país, sendo que 100% das vendas foram revertidos para ajudar na reconstrução do Haiti. Outro exemplo, em 2012, com o furacão Sandy, ocorrido em Connecticut, Estado de NY, quando Ralph Lauren fez uma doação de mais de 2 milhões de dólares.

haiti relief ralph lauren polo shirt

Ao abraçar a luta contra o câncer, Lauren se diferencia com seu empenho em contribuir e engajar as pessoas em um comportamento consciente de prevenção e filantropia, uma tendência cada vez mais presente nas empresas que lutam por um mundo melhor. Esse é o luxo contemporâneo.

 

Ricardo Ojeda Marins é Professional & Self Coach, Administrador de Empresas pela FMU-SP e possui MBA em Marketing pela PUC-SP. Possui MBA em Gestão do Luxo na FAAP, é autor do Blog Infinite Luxury e escreve às sextas-feiras no Blog do Mílton Jung.

Assim como nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que é caro, é luxo

milton jung mercado de luxo CBN

Por Ricardo Ojeda Marins

Artigo publicado no Blog do Milton Jung (Rádio CBN)

Produtos de luxo têm valor de venda alto, principalmente se comparados aqueles destinados ao mercado de massa. Mas será que um produto ou serviço caros são necessariamente de luxo?

Primeiramente é essencial entendermos uma questão a respeito de preço de bens e serviços de luxo: quase não tem nenhuma relação com o dinheiro em si. O consumidor desse segmento se dispõe a pagar um preço alto por qualquer bem que queira comprar, mas, claro, não por qualquer produto. Ele busca o raro, o único e o exclusivo – aquele produto feito exclusivamente para ele.

O preço de mercado de um produto de luxo é um dos critérios determinantes de sua vinculação a este seleto universo. Porém, vale lembrar, que, apesar de um produto de luxo comumente ter um valor alto, um produto de preço alto em si pode não ser necessariamente de luxo.

Inúmeros são os exemplos e em diversos segmentos: muitos empresários, no Brasil, criam marcas próprias, as direcionam para o mercado luxo, investem em pontos de venda em endereços nobre, desenvolvem produtos de qualidade e, consequentemente, cobram caro por isso. Mas se pensarmos no conceito de luxo propriamente dito, para um produto ser considerado como tal é necessário muito além de qualidade e loja bem montada: marcas de luxo têm décadas, às vezes séculos, de história, prestígio e renome. Estão nessa categoria porque marcaram época.

Outro exemplo interessante, encontramos no setor de turismo. Ao pesquisar hotéis em sites especializados, é comum ver, no mesmo destino, hotéis de diferentes níveis com preços similares. O consumidor que, eventualmente, não seja um conhecedor do segmento, no primeiro momento, pode achar que um determinado hotel considerado comum seja tão luxuoso quanto um hotel renomado, tudo por conta do preço semelhante.

Não se engane pelas aparências: produtos de luxo têm, sim, um valor de venda mais alto, mas nem todo preço alto determina a qualidade do produto ou o eleva a posição de luxo. Já aprendemos que nem tudo que reluz é ouro!

 

Ricardo Ojeda Marins é Professional & Self Coach, Administrador de Empresas pela FMU-SP e possui MBA em “arketing pela PUC-SP. Possui MBA em Gestão do Luxo na FAAP, é autor do Blog Infinite Luxury e escreve às sextas-feiras no Blog do Mílton Jung.

A foto que ilustra este post é do álbum de Duchess Flux, no Flickr, e segue certificado de criação comum proposto pelo autor

O risco de se reduzir preços no mercado de luxo

de beers diamantes luxo

Por Ricardo Ojeda Marins

Artigo publicado no Blog do Milton Jung (Rádio CBN)

Que produtos de luxo comumente tem um preço alto, todos nós sabemos. Seja um produto considerado de luxo acessível, intermediário ou inacessível, todos apresentam alta qualidade e, consequentemente, um preço elevado em comparação a outros produtos. Contudo, a tradicional joalheria britânica De Beers planeja uma redução de cerca de 9% em seus preços, em tentativa de aumentar a demanda – é o que diz a Bloomberg.

A fixação dos preços no segmento luxo é uma resultante de componentes racionais e irracionais. No caso do luxo inacessível, alguns materiais ou ingredientes que entram na composição final podem ser de grande raridade como, no caso da De Beers, os preciosos diamantes. Os produtos considerados de luxo inacessível têm um preço elevado, o que já é esperado pelo próprio cliente. Se compararmos a outro segmento – o de carros -, é como esperar que a Ferrari ofereça descontos em seus automóveis, algo que não existe, justamente por sua aura de raridade, exclusividade e público-alvo muito bem definido e disposto a desembolsar muito para realizar seu desejo.

mercado luxo diamantes joias

Diamantes com preços menores? Não parece soar muito bem. Muitas marcas de luxo acessível e intermediário costumam fazer redução de preços em eventuais datas ou até mesmo para atingir suas metas e equilibrar as finanças, sem deixar contudo, de ter uma gestão rigorosa e seletiva dessa política. Marcas essas que até atuam com produtos extremamente raros, mas que também trabalham com linhas mais acessíveis.

No caso do luxo considerado inacessível, onde se encontra a De Beers, certamente causa espanto essa estratégia. Estamos falando de uma empresa que nasceu em 1888, possui tradição, história, prestígio e é líder no mercado de diamantes mundial. O componente do preço final de mercado explicita o “preço de raridade”, o “preço de exclusividade” de cada uma das peças criadas e de cada um dos modelos inventados. Esse fator irracional, integrado ao preço final, é o valor que deverá pagar cada consumidor para garantir sua vinculação a uma classe especial, que adquire objetos exclusivos, originais, diferentes de um produto de luxo mediano.

O preço de um produto de luxo inacessível deve fundamentalmente fazer parte da estratégia da marca. Ele dará a conotação de raro, único e algo feito especialmente para um determinado cliente. Neste caso, seguindo as regras de uma gestão do luxo estratégica, a De Beers deveria usar outras ações para tentar alavancar suas vendas, e não mexer em sua política de preços, até mesmo porque a imagem da marca poderá ser abalada perante seus clientes tradicionais e admiradores.

 

Ricardo Ojeda Marins é Professional & Self Coach, Administrador de Empresas pela FMU-SP e possui MBA em Marketing pela PUC-SP. Possui MBA em Gestão do Luxo na FAAP, é autor do Blog Infinite Luxury e escreve às sextas-feiras no Blog do Mílton Jung.

Gentileza e educação são essenciais no luxo

mercado do luxo atendimento educação

Por Ricardo Ojeda Marins

Artigo publicado no Blog do Milton Jung (Rádio CBN)

O mercado do luxo ainda representa para as pessoas a perfeição. Ou, talvez, a expectativa de que esta existe. Se pensarmos racionalmente, isso faz total sentido, e a perfeição é realmente um dos ítens que definem um produto como de luxo, além, é claro, da alta qualidade, prestígio e história da marca e de seu criador. Sem esquecer jamais dos aspectos intangíveis. O que é intangível é uma das principais chaves do sucesso (ou não) de marcas de luxo.

Apesar de parecer um “mundo perfeito” muitas marcas prestigiosas ainda pecam no atendimento. Treinamento de produtos, treinamento comportamental, desenvolvimento de pessoas. Tudo isso é essencial, claro, mas a educação e a gentileza vêm se tornando itens raros nas pessoas em diversos segmentos, independentemente de ser em negócios do luxo.

Além de informação sobre o produto, conhecer a história e valores da marca e até a forma de abordar o cliente, dar-lhe atenção, tratá-lo como único pode representar o encantamento do cliente pela marca. A falta dessa atenção tende a ser negativa. Decididamente negativa.

Vivenciei, recentemente, situação que considero exemplar do despreparo de profissionais que atuam no mercado de luxo. Em dezembro do ano passado, a apenas alguns dias do Natal, estava em uma loja de varejo de luxo em renomado shopping de São Paulo. Por ser período de grande movimento, a loja estava com todos os vendedores ocupados. Observando o comportamento deles, notei uma funcionária do caixa jogando Candy Crush no celular. Pedi a ela apenas uma informação. Ela me respondeu sem tirar seus olhos da telinha. Eu agradeci e ela não esboçou qualquer reação. Exemplo de falta de educação, falta de orientação e de treinamento comportamental.

A cada dia vemos mais pessoas instruídas, ou seja, que seriam educadas a princípio, mas com atitudes grosseiras ou desatenciosas. A gentileza, educação e o atendimento individualizado contribuem para o fluxo de clientes. O relacionamento com o cliente pode ser uma grande aposta para atrai-los e fidelizá-los. Gentileza e educação são aspectos intrínsecos que profissionais de atendimento devem possuir, seja para atuar com luxo ou não. Afinal, quem não gosta de ser bem atendido, entendido e encantado?

E os profisisonais da sua marca, são educados e estão preparados para lidar com os seus clientes?

W South Beach cria programa especial que inclui serviço de Personal Trainer

Fachada do moderno e luxuoso W South Beach

Fachada do moderno e luxuoso W South Beach

Por Ricardo Ojeda Marins

Clima tropical, belas praias, compras, moda, arte, gastronomia, vida noturna e badalação. Talvez estas sejam as palavras que nos remetem em mente quando pensamos em Miami. Não há dúvidas que a cidade mais latina nos Estados Unidos é um ícone do consumo, principalmente para clientes brasileiros. Porém, para quem viaja e não quer deixar de cuidar do corpo e da mente, o W South Beach, hotel preferido dos modernos e descolados, criou um programa especial.

“Wellness with Simone Cavalletti”. Este é o programa criado pelo luxuoso hotel da renomada rede Starwood Hotels, que conta com ninguém menos que a personal trainer das celebridades hollywoodianas, Simone Cavalletti. Simone ajudará os hóspedes que não querem deixar a rotina de exercícios de lado. Após passarem por uma consulta, medição da gordura corporal e avaliação da saúde, a badalada profissional prepara um treino de duas horas especialmente para o hóspede e seu acompanhante, que consiste em exercícios diários, incluindo yoga e exercícios aeróbios. O programa ainda inclui um menu bem-estar de 3 a 5 dias.

Os que apreciam experiências gastronômicas sofisticadas podem ainda experimentar criações da culinária asiática no restaurante Mr. Chow, sob o comando do lendário restaurateur Michael Chow. Depois de um dia agitado, aproveite a noite para experimentar nos bares do hotel a exclusiva seleção de cocktails coloridos W. Localizado na Collins Avenue, em Miami Beach, o W South Beach está próximo dos melhores locais de compras e da vida noturna da cidade.

Acomodação Marvelous Suite

Acomodação Marvelous Suite

 

Cabanas privativas à beira de uma das piscinas do hotel

Cabanas privativas à beira de uma das piscinas do hotel

 

Silversea lança serviço exclusivo de cinema a bordo

 

Serviço de mordomia disponível para todas as acomodações

Serviço de mordomia: um dos diferenciais da companhia, disponível para todas as acomodações

Por Ricardo Ojeda Marins

Para os amantes de viagens de navio, uma novidade: a Silversea Cruises, uma das principais companhias de cruzeiros de luxo,  lança serviço inédito gratuito de cinema por streming, conteúdo multimídia com distribuição via rede, para passageiros a bordo do Silver Cloud, um de seus navios. O serviço pode ser acessado via wi-fi nos próprios laptops, smartphones, tablets e e-books dos passageiros, com acesso a uma biblioteca de filmes clássicos e lançamentos, sendo sua maioria legendada em espanhol, inglês, francês, alemão e italiano.

 “A Silversea é pioneira na área de tecnologia dentro de navios ao oferecer o serviço de cinema a bordo para que os passageiros possam ter a liberdade de assistir filmes em seus próprios aparelhos”, diz Mário Trojman, Diretor de Vendas no Brasil.

Um destaque no segmento de turismo de luxo, a Silversea oferece sistema All Inclusive, com todas as refeições e gratificações incluídas, gastronomia francesa by Relais & Châteaux, open bar com vinhos, champagne e drinks durante toda viagem, e serviço de mordomo para todas as acomodações.  O novo serviço certamente tornará a experiência a bordo ainda mais inesquecível para clientes Silversea. Até o fim de 2013, o serviço de streaming estará disponível em mais quatro navios da companhia.

Conheça mais detalhes sobre os cruzeiros Silversea através do endereço: www.silversea.com/

Rede social Luxury Society cria evento em Nova York para estudar o Consumidor do Luxo

 

Luxury Society social network

Por Ricardo Ojeda Marins

Em Maio deste ano, a rede social Luxury Society lançou  o evento Luxury Society Keynote, em Londres, produzido em parceria com a Bloomberg, com foco em estudar o consumidor de altíssimo poder aquisitivo. O evento atraiu cerca de 120 executivos do Mercado do Luxo de toda a Europa, de marcas como Louis Vuitton, Aston Martin, Cartier, Montblanc, Dunhill, DeBeers, Fabergé, Elie Saab, Harry Winston, Richemont, Rolls Royce, Fraser Yachts e outros.

Luxury Society anunciou a segunda edição do evento, que ocorrerá em Nova York em 15 de Outubro de 2013. Produzido em parceria novamente com a Bloomberg, o evento promete investigar o consumidor UHNW (Ultra High Net Worth – consumidores AAA), com um foco no mercado da América do Norte e na cidade de Nova York. A cidade é icône do Mercado do Luxo em diversos segmentos, como moda, serviços financeiros, hotelaria tradicional, conceitos de varejo pioneiro e exclusivo de desenvolvimento imobiliário, além de reunir uma das maiores concentrações de bilionários no mundo.

O evento será “by-invitation”, como sua primeira edição e exclusivamente para profissionais do segmento do Luxo, inclusive para facilitar o networking entre profissionais com interesses comuns, além de trocas de expertises. O evento contará com uma visão dos principais CEOs globais, especialistas em CRM e comunicação e discussões de temas relevantes para o segmento do Luxo.

Segmentado e exclusivo, o evento terá assentos limitados: apenas 120 lugares disponíveis e intenciona reunir profissionais do Mercado do Luxo para conhecer, aprofundar e discutir questões importantes como: as melhores maneiras para atrair consumidores, encantá-los e mantê-los fiéis à sua marca. O consumidor AAA não está somente mais exigente. Ele busca sim a excelência em produtos e serviços, porém almeja ser atendido, entendido e procura experiências inesquecíveis. O maior desafio para as empresas é estarem preparadas para entender e surpreender esse consumidor tão específico e exigente.

Conheça mais detalhes sobre o evento no quadro abaixo ou através do e-mail keynote@luxurysociety.com

Luxury Society UHNW Bloomberg (2)

Ralph Lauren abre sua primeira flagship masculina na Ásia

Fachada externa da nova loja da marca em Hong Kong

Por Ricardo Ojeda Marins

Ralph Lauren abriu há alguns dias em Hong Kong sua primeira flagship store masculina na Ásia. Situada no piso térreo do Princes Building – complexo de escritórios e lojas de varejo no centro da cidade – a loja é dedicada exclusivamente ao público masculino.

Seguindo o estilo requintado de suas demais lojas em destinos como Nova York, Paris, Milão e outros, seus 3 andares do espaço recém inaugurado reúnem uma selação das mais finas coleções da grife, incluindo acessórios em couro, relógios, sapatos e sem deixar de lado, claro, as suas clássicas peças, como a icônica camiseta pólo, camisas sociais e esportivas. Clientes contam ainda com um bar, onde podem degustar bebidas, uma sala exclusiva para coleções de sapatos, além de áreas também para as linhas Purple Label e Black Label.

A loja reúne também seleção especial de artigos em couro

A grife americana, alvo de desejo de homens e mulheres ao redor do mundo, sabe, como poucos, unir bom gosto, elegância e sofisticação. Com uma estratégia de distribuição seletiva, nesse novo ponto de venda a grife pretende proporcionar ao seu público masculino um espaço onde reúne criações da marca e proporciona sensações únicas, sempre mantendo a tradição e o estilo da prestigiosa grife.

Sala exclusiva para a coleção de sapatos

Bar com drinks especiais para clientes Ralph Lauren

Conheça mais detalhes sobre a presença da Ralph Lauren na China:

http://global.ralphlauren.com/worldofralphlauren/cn

Land Rover lança aplicativo na App Store com a quarta geração Range Rover

Por Ricardo Ojeda Marins

A Land Rover anunciou o lançamento de seu aplicativo para iPhone e iPad criado para divulgar a quarta geração de veículos Range Rover. O aplicativo se chama The Trail Less Traveled e já está disponível na App Store, permitindo aos usuários fazer uma viagem com o veículo, explorar suas robustas capacidades on-road e off-road, combinadas com os detalhes refinados de sua parte interior e exterior.

O aplicativo convida os usuários a explorar a quarta geração da renomada marca, por dentro e por fora, através de uma viagem interativa em 8 etapas. O motorista pode escolher seu próprio caminho através de um mapa interativo, avançar para diferentes etapas da viagem, e até mesmo pausar a experiência, para explorar fotos e vídeos dos mais recentes avanços da engenharia no veículo. Além da viagem, o motorista pode escolher o seu próprio ponto de vista, trilha sonora, e até mesmo o seu próprio fim do trajeto.

“Por mais de 65 anos, Land Rover tem sido pioneira na indústria automobilística, explorando novas maneiras para ajudar a levar as pessoas a locais de uma forma que outros veículos não podem. O aplicativo The Trail Less Traveled é para mostrar esse espírito, que é inerente à nossa marca”, disse Kim McCullough, vice-presidente da Land Rover North America.

A estratégia de Mobile Marketing utilizada pela Land Rover mostra uma realidade que já faz parte do Mercado do Luxo. Além de ser um canal onde o consumidor AAA está presente em sua maioria, é uma maneira eficaz de aperfeiçoar a experiência do cliente com o produto, antes mesmo de adquiri-lo ou até mesmo de ir a um ponto de venda. O consumidor pode, assim, conhecer detalhes do produto, vivenciá-lo e planejar a compra de acordo com seus gostos pessoais.

Maserati & Ermenegildo Zegna: a combinação do luxo, tecnologia, velocidade e moda sob medida

Por Ricardo Ojeda Marins

Ícones do Mercado do Luxo italiano, as marcas Maserati e Ermenegildo Zegna se uniram em uma parceria mais do que perfeita: tecnologia, velocidade, bom gosto, moda sob medida e sofisticação. Maserati criará um modelo de automóvel com edição limitada que leva a assinatura da marca de moda italiana, reconhecida mundialmente como símbolo de elegância, prestígio e alta qualidade.

A criação do modelo Maserati Quattroporte by Ermenegildo Zegna foi em comemoração ao centenário da montadora, que será em 2014, com edição limitada de apenas 100 modelos do luxuoso automóvel. A customização será um dos principais diferenciais oferecidos aos consumidores: eles terão a opção de uma variedade de acessórios Zegna feitos sob medida para seus veículos, incluindo novas cores, materiais e acabamentos.

“Ambas as empresas têm uma tradição industrial centenária e são conhecidas mundialmente como embaixadoras da excelência italiana”, diz Gildo Zegna, CEO do Grupo Ermenegildo Zegna. “Estou confiante de que por esta nova colaboração, as duas marcas serão capazes de combinar a atenção sob medida para detalhes com tecnologia de ponta, levando à criação de um novo mundo de estilo e elegância.”

“Maserati é uma marca de automóveis de prestígio que está numa fase incomparável de crescimento estratégico e industrial em termos de produtos e presença no mercado. A parceria com uma empresa igualmente proeminente como Ermenegildo Zegna beneficiará as duas marcas e o Grupo Fiat Chrysler, diz Sergio Marchionne, CEO do Grupo Fiat, da Chrysler e presidente da Maserati.”

Essa estratégia de co-branding entre as marcas se traduz, sem dúvidas, em ganhos financeiros e melhoria da imagem das marcas, e por ser uma união de marcas do segmento do Luxo,  um dos seus principais intuitos é oferecer experiências com um alto nível de envolvimento junto aos consumidores.

A previsão de comercialização dos automóveis é para 2015 e seu primeiro modelo deverá ser exibido num próximo salão internacional de automóveis, provavelmente nas cidades de Genebra, Frankfurt ou Paris.

Para cima