Postagens Etiquetadas ‘Hermès’

Hermès: o melhor do luxo customizado desde 1837

Por Ricardo Ojeda Marins

A grife Hermès revelou algumas peças feitas sob medida há alguns anos exclusivamente para Karen Blixen, autora de Out of Africa, há cerca de 80 anos. As luxuosas maletas de cor tabaco e pele de crocodilo, uma encomendada em 1930 e outra em 1935, contém todos os artigos imagináveis que um autor aristocrático poderia precisar durante uma árdua jornada pela África.

Os famosos artigos de luxo da marca francesa nos remetem a um luxo clássico e customizado. A grife observa que o mais complexo dos dois modelos foi confeccionado por artesãos e foram necessárias 368 horas, ambos apresentam incrustações e gravuras, com a maioria das peças adornadas com o monograma DBF, da autora, Dineson Blixen-Finecke, um combinação de seus nomes de solteira e casada. Seu nome completo era baronesa Karen von Blixen-Finecke.

As maletas apresentam inúmeros compartimentos e caixas de couro para bebidas, acessórios para fumo, instrumentos de escrita, papel timbrado, frascos de perfume, cosméticos, cartas de baralho, jóias, pequenas ferramentas, artigos de costura, pincéis e muito mais, com alguns itens de acabamento em prata e tartaruga. No entanto, de acordo com as observações da marca Hermès, ambos parecem não apresentar indício de uso e, provavelmente, nunca chegaram ao Quênia, onde Blixen estabeleceu uma plantação de café, e aí reside um mistério. Observando que em Dezembro de 1930, quando a primeira maleta foi encomendada, Blixen estava se preparando para deixar a África, a grife acredita ser improvável que ela as tenha comprado para si própria, porém os arquivos da aquisição não são claros. Teria sido um presente de seu amante, o impetuoso piloto do exército britânico, Denys Finch Hatton?!

Hoje as maletas pertencem ao Karen Blixen Museum, que fica em Rungstedlund, a cerca de 25 km de Copenhagen, Dinamarca. Fundada em 1837, inicialmente produtora de arreios para cavalos, malas e objetos de bagagens, a grife Hermès hoje é uma das mais desejadas mundialmente, além de ser famosa por produtos legendários como a bolsa Kelly, na época em homenagem à princesa Grace Kelly, sem nunca ter saído de moda. A marca é avaliada hoje em US$8,45 bilhões, ocupando o segundo lugar do ranking das marcas mais valiosas do segmento do luxo, segundo pesquisa realizada pela empresa Millward Brown. Desde 2009, a grife possui loja própria no Brasil, no luxuoso Shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

Hermès inaugura loja dedicada ao público masculino em Nova York

Por Ricardo Ojeda Marins

A grife francesa Hermès, famosa por ter criado peças exclusivas como a bolsa Kelly, em homenagem à atriz e princesa Grace Kelly e também por seus lenços, e bolsas, também é admirada e desejada pelo público masculino, e não apenas por suas tradicionais gravatas.

Foi inaugurada uma nova loja Hermès em Nova York e não é apenas mais um ponto de venda da renomada marca. O novo espaço é dedicado exclusivamente ao universo masculino, um espaço com seus objetos extraordinários e alvo de desejo do homem sofisticado. Um “must see” do momento, em plena Madison Avenue, Nova York, do outro lado da já existente flagship da marca e com vizinhos ilustres como Chanel, Christian Louboutin e Oscar de la Renta.

São 4 andares decorados com muita sofisticação, onde o cliente masculino pode adquirir peças como camisas, ternos, relógios, sapatos, perfumes, acessórios e objetos de decoração – alguns deles vendidos apenas sob encomenda. Apesar de os produtos não serem novidade para os homens, a iniciativa de criar um ambiente totalmente voltado a eles causou um impacto positivo.

Com a estratégia de distribuição altamente seletiva, a grife pretende proporcionar ao seu público masculino um espaço único que reúne criações alvo de desejo e proporciona sensações únicas e de bem-estar, sempre mantendo a tradição da grife, fundada em 1837.

Conheça mais detalhes:

http://www.hermes.com/

Para cima