Arquivar para fevereiro, 2012

A sustentabilidade no segmento de automóveis de luxo

Por Ricardo Ojeda Marins (Artigo publicado no site Gestão do Luxo da FAAP)

Montadoras de carros de luxo apostam na produção de carros híbridos e investem em ações que reduzem o impacto ao meio ambiente

Cada vez mais praticada por empresas de diversos segmentos, a responsabilidade social vem ganhando relevância também no mercado de luxo, e no segmento automotivo não seria diferente. Fatores como o aquecimento global e o aumento da escassez de recursos naturais vêm fazendo com que muitas montadoras modifiquem seus processos de produção e ofereçam a seus clientes opções de automóveis econômicos e menos poluentes, sem, é claro, perder o estilo e o alto valor agregado do produto.

Diversas marcas de prestígio internacional como Ferrari, Porsche, Jaguar e Mercedes-Benz apostam em ações sustentáveis e na produção de automóveis híbridos, unindo altíssimo luxo, potência e menor consumo de combustível, em geral modelos cobiçados por consumidores de alto poder aquisitivo apaixonados por carros, velocidade e engajados em questões ecológicas.

A italiana Ferrari inseriu diferenciais como câmbio de dupla embreagem e injeção direta de combustível em seus automóveis, além de colocar painéis solares para diminuir o consumo de energia elétrica da unidade de sua fábrica na Itália, reduzindo a emissão de dióxido de carbono. A legendária marca está disposta ainda a desenvolver modelos híbridos. É o que mostra o modelo Ferrari 599 Hy-Kers, que teve sua produção experimental e que é, literalmente, uma Ferrari verde. A marca italiana, reconhecida por sua icônica pintura vermelha, ganhou um modelo de cor incomum por uma razão especial: o fato de ela ser a primeira Ferrari híbrida.

O motor elétrico utilizado na Ferrari 599 Hy-Kers pesa apenas 40 quilos e é acoplado ao restante do conjunto com o auxílio de uma de suas duas embreagens existentes na transmissão de sete velocidades, com uma potência superior a 100 cavalos e que pode atuar como um gerador ao armazenar a energia cinética desperdiçada nas frenagens, transformada em energia elétrica por meio dos freios regenerativos. Sua eletricidade alimenta os sistemas auxiliares, como a direção hidráulica, o ar-condicionado e freios, e é também utilizada para abastecer os componentes eletrônicos do veículo. Seu motor elétrico atua também em conjunto com o propulsor movido a gasolina, principalmente em situações que exigem potência extra, como em acelerações ou ultrapassagens. O equipamento é parecido com o mesmo utilizado pela escuderia italiana nas corridas de Fórmula 1.

Renomada por seus modelos esportivos luxuosos, a Porsche também está engajada na produção de automóveis com menor consumo de combustível e menos poluidores, como o modelo híbrido Porsche Cayenne S Hybrid, primeiro automóvel híbrido da montadora que, além de contar com o mesmo motor V6 3.6 litros movido a gasolina, utiliza uma unidade elétrica de 38 KW. Sua fonte de energia elétrica ajuda o veículo a manter o consumo de combustível mais baixo e a reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa. O motor de combustão e o motor elétrico podem trabalhar em conjunto ou separadamente. Quando a energia acumulada se esgota, o motor elétrico é desligado e o automóvel passa a funcionar com gasolina. Há ainda a função de recuperação de energia nas frenagens e desacelerações, além de recarregamento das baterias pelo próprio motor elétrico, que funciona como um gerador.

A marca britânica Jaguar também é destaque no mercado socialmente correto. Aparentemente, seu modelo C-X75 possui o tradicional estilo da grife. Mas, por trás desse aspecto clássico, tem-se um dos carros mais ousados dos últimos anos. Ao invés do tradicional motor V8, ele possui quatro motores elétricos com 195 CV de potência cada um, montados diretamente sobre as rodas. Ao todo são 780 CV, que fazem dele um dos veículos elétricos mais potentes do mercado. Ao invés do motor a gasolina, que serve de apoio nos carros híbridos, o C-X75 tem duas microturbinas movidas a gás, que giram a 80 mil rotações por minuto e produzem a energia necessária para alimentar as baterias, gerando menos poluição do que os motores convencionais. Além disso, suas microturbinas pesam apenas 35 kg cada uma. Essa combinação de fatores ajuda o C-X75 a alcançar 330 km/h e rodar até 900 km a cada recarga. Seu moderno sistema de som foi desenvolvido pela empresa inglesa Bowers & Wilkins, e é formado por uma película que contém dezenas de micro alto-falantes que cobrem todo o revestimento das portas.

Já a alemã Mercedez-Benz inovou ao produzir o modelo S400 Hybrid, que foi o primeiro veículo híbrido vendido oficialmente no Brasil. Esse luxuoso modelo possui motor 3.5 litros V6, de 279 CV, movido a gasolina e auxiliado por um propulsor elétrico, de 20 CV. Porém, diferente do que ocorre em alguns veículos híbridos, o motor abastecido pelas baterias de íons de lítio não opera sozinho, mesmo em baixas velocidades e com pouca demanda por desempenho. O propulsor elétrico apenas soma potência ao bloco a combustão nas situações em que este é mais exigido, economizando combustível e emitindo menos poluentes. As baterias são reabastecidas pelo próprio motor, que solta parte de sua energia para um gerador que a transforma em recarga, e pela energia dissipada pelos freios, algo semelhante à tecnologia Kers utilizada na Fórmula 1. O S400 Hybrid também conta com sistema especial que interrompe o funcionamento do motor em velocidades inferiores a 8 km/h e com o freio pressionado. Sua velocidade máxima é de 250 km/h, enquanto o consumo combinado é de 11,9 km/h. Vale destacar o seu sistema de informação do sistema híbrido. Há uma tela central no painel com uma espécie de raio x do veículo, com informações como o fluxo de gasto ou acúmulo de energia do motor elétrico.

A indústria automotiva vem investindo no segmento de carros híbridos, porém não apenas pela rigidez do mercado atual com relação à ecologia, sustentabilidade e outras questões ambientais. Essas empresas mantêm o foco no consumidor que busca desempenho esportivo, conforto e velocidade em automóveis de alto luxo. A velocidade é valor intrínseco desses automóveis, que proporcionam a seus consumidores o prazer de dirigir em alta velocidade, porém de maneira mais consciente em relação a seus impactos ao meio ambiente. As grandes marcas estão de olho no consumidor de alto poder aquisitivo que busca conforto, velocidade e também se preocupa com as questões globais. Esse é o luxo consciente.

Roberto Miranda Educação Corporativa cria MBA de Gestão em Eventos e Cerimoniais de Luxo

Alunos do Curso MBA em Hotelaria de Luxo durante extensão internacional no Hotel Ritz, em Paris, realizada em 2011. O MBA de Gestão em Eventos e Cerimoniais promete o mesmo sucesso e terá extensão internacional em Los Angeles

Por Ricardo Ojeda Marins

Excelência em serviços, atenção a cada detalhe, confiança, customização, exclusividade. Estes são alguns dos principais fatores para o sucesso de um evento ou cerimonial de luxo. De olho neste mercado em crescimento no Brasil, a Roberto Miranda Educação Corporativa criou um curso de pós-graduação destinado a profissionais de eventos e cerimoniais: o MBA Gestão de Eventos e Cerimoniais de Luxo®.

Para coordenar o curso, Roberto de Ávila Miranda, reitor da universidade e também criador do MBA em Gestão de Hotelaria de Luxo, convidou Vera Simão e Claudia Matarazzo, especializadas em casamentos e cerimoniais de luxo. O MBA aborda a gestão de eventos desde a sua concepção e planejamento até a execução. O curso é destinado a profissionais já graduados, que desejam ampliar seus conhecimentos e aperfeiçoar sua atuação no segmento de eventos exclusivos e de alto valor agregado.

O corpo docente da URM é formado por professores renomados e entre os tópicos das aulas estão a idealização de cerimoniais e casamentos de luxo, eventos musicais, além de uma abordagem sobre questões como arquitetura e acessibilidade, montagem e infra-estrutura, captação de recursos, gestão profissional de empresas de eventos e outros.

O MBA terá ainda uma extensão internacional, que ocorrerá em Los Angeles em 2014. As inscrições estão abertas com condições especiais até 30 de Março de 2012, e o curso terá início em Maio deste ano, com duração de 3 semestres. As aulas serão ministradas no Hotel Fasano São Paulo e Tivoli Mofarrej e há uma turma especial para participantes de outros Estados.

Quintessentially e Elysiants unem forças e criam a rede social ELEQT

A nova rede social, resultado da união entre a inglesa Quintessentially e a caribenha Elysiants

Por Ricardo Ojeda Marins

Ícones do mercado de luxo internacional, as empresas Quintessentially e Elysiants uniram suas experiências e criaram a rede social ELEQT, com foco no consumidor AAA.  A Quintessentially, fundada em Londres há 12 anos, é hoje o maior grupo privativo de serviços de luxo e lifestyle management do mundo, com escritórios em mais de 60 países, inclusive no Brasil. Qube, a rede social da empresa britânica une-se agora à moderna rede Elysiants, pretendendo oferecer  numa mesma plataforma luxo, sofisticação, eventos exclusivos e conexão de amigos em um espaço voltado ao consumidor de alta renda.

A Quintessentially é um clube privado que proporciona serviços exclusivos a seus associados, com destaque para o concierge sob medida. Cada profissional está disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano, pronto a ajudar na realização dos desejos de cada associado. Seus seletos associados contam com serviço personalizado, desde reservas de restaurante de última hora, organização de viagens e acesso para festas privadas e outros. A rede conta com cerca de 130 mil associados de alto poder aquisitivo, influentes e formadores de opinião.

Fundado em 2008, o Elysiants, com sede em Curaçao, oferece a seus membros acessos a eventos exclusivos, experiências de estilo de vida de alto nível e inúmeros benefícios. Possui vários escritórios ao redor do mundo, em destinos como São Paulo, Amsterdam e Dubai. Um de seus destaques dos últimos tempos foi a criação de uma plataforma de imóveis online, onde membros da rede podem listar suas propriedades para venda ou locação e podem ser acessados por usuários do ELEQT ao redor do mundo. Para manter a excelência da qualidade da plataforma, foram feitas parcerias com agências especializadas em imóveis de alto luxo.

Com sistema invitation only, para ser membro do ELEQT é necessário ser convidado por um amigo já integrante da rede, e cada membro possui um número limitado de convites, o que a torna realmente privativa. A nova ELEQT busca a interatividade entre amigos em um ambiente seguro e estiloso, e tem ainda como foco criar oportunidades de negócios para as mais renomadas marcas de luxo, conectando-as com seus consumidores.

O segmento de luxo vem mudando aos poucos sua opinião sobre as redes sociais. Algumas marcas de luxo ainda relutam em utilizar estratégias em redes de relacionamento, por ainda considerarem uma ferramenta voltada para a comunicação de massa. Porém, esse cenário vem mudando, principalmente pelo surgimento de redes sociais com foco no consumidor classe AAA e com acesso somente através de convite. Bang & Olufsen, Hugo Boss e BMW são algumas das marcas de luxo que possuem uma página no ELEQT.

Camaro ZL1 2012 Conversível: o novo esportivo de luxo da Chevrolet

Por Ricardo Ojeda Marins

Um dos destaques do último Salão de Los Angeles, o luxuoso esportivo Camaro ZL1 2012, chega para ser o conversível mais poderoso da história da Chevrolet. Este muscle car traz um motor V8 de 6.2 litros capaz de gerar 588 cv e torque aproximado de 76,8 mkgf.

O novo modelo da montadora americana possui rigidez torcional e peso extra, prometendo ser um dos mais poderosos conversíveis já feitos entre os ícones do segmento, como o Porsche 911 Turbo S ou o Aston Martin DB9 Volante. Mas pela primeira vez na história da marca, o desempenho desta verdadeira máquina é mais do que apenas velocidade. Este Camaro quinta geração foi projetado para ser um modelo conversível desde o primeiro dia, recebeu esforços estruturais para diminuir vibrações e ruídos indesejados. O conversível é ainda equipado com um sistema exclusivo da GM, que integra o controle de tração, o controle de lançamento e o controle eletrônico de estabilidade.

O produto foi projetado para preservar da melhor maneira possível a mesma capacidade de aceleração, aderência e desempenho do seu modelo base, o Camaro ZL1 coupê. O Camaro conversível ZL1 tem um preço estimado de cerca de USD 60.000 nos Estados Unidos, enquanto o seu modelo coupé começa em USD 54.995. O Chevrolet Camaro ZL1 2012 conversível chega às lojas americanas ainda no início deste ano.

Para cima